A semana de Alta-costura


A semana de alta-costura de inverno 2016 poderia ser resumida em uma palavra: maravilhosa. As grifes já são fantásticas e cada vez mais estão se superando, tanto que esse ano foi difícil escolher apenas algumas. Então vamos aos melhores da temporada.


Com um cenário de 45 mil orquídeas e um clima dos anos 70, a Versace trouxe para a passarela suas modelos, que mais pareciam fadas, com direito a coroa de flores. Com roupas bem acinturadas e babados, a grife trouxe um lado mais suave mas sem perder o seu toque sexy característico.

Não podemos deixar de comentar as botas e sandálias plataformas que completaram os looks perfeitamente e prometem bombar nas próximas estações.





Inspirado pela obra "O Jardim das Delícias" de Hieronymus Bosch, a Dior, sob o comando de Raf Simons, trouxe para a passarela looks dignos da obra em questão. As peças alternavam em suas inpirações, então tivemos um pouco de tudo, vestidos acinturados, alguns minimalistas, outros bem longe de qualquer minimalismo.

Os casacos foram uma atração a parte, as modelos entravam segurando, dando aquele toque de elegância parisiense. Umas das apostas foi a desconstrução dos casacos, que vieram com um braço descoberto, inovador e, com peças tão grandes e reforçadas pode esquecer o frio.





Se os desfiles anteriores foram suaves, a Valentino retornou as suas origens romanas com grande parte de seus vestidos longos, pretos, com muita transparência e cinturas bem marcadas por cintos delicados.

O desfile da Valentino foi um dos mais encantadores e desejados, quem não se apaixonou pelos acessórios de Alessandro Gaggio e as sandálias gladiadoras que acompanharam os looks?





O desfile da Tony Ward chamou a atenção não apenas por seus vestidos longos e curtos acinturados com muito bordado. Claro, tudo isso contribui para a beleza do desfile, mas o que chamou a atenção mesmo foram as golas.

Sim, as golas estavam perfeitas, em diversas formas, e complementavam as roupas dando um movimento espetacular.





Zuhair Murad sabe como combinar muito brilho e sofisticação, sua coleção Haute Couture trouxe a galáxia para a passarela. Seus vestidos pareciam um céu noturno, olhar para eles era quase como deitar no chão sob a luz das estrelas e isso não é um exagero.

Os looks são perfeitos para qualquer ocasião noturna já que a coleção tem do longo mais cheio ao macacão. São tão encantadores que poderíamos usá-los para o resto da vida.





Os desfiles da Elie Saab são sempre muito aguardados e nunca decepcionam. Com muitas tiaras e um toque imperial, os looks vieram cheio de brilhos, renda e com cinturas bem marcadas, tudo o que se deseja em um desfile da grife.

Mas o ponto alto do desfile foi o vestido de noiva, dourado e com muito volume. Poderia ser apenas mais, já que grande parte dos desfiles apresentam vestidos para noivas, mas esse era especial. Elie inspirou-se no vestido que criou para sua esposa há 25 anos.





Os desfiles da Chanel são um show à parte, e esse ano Karl Lagerfeld surpreendeu ao trazer muitos artistas para a passarela. Não exatamente para desfilar, claro, todas as roupas utilizadas eram Chanel, mas essas celebs estavam lá para fazer parte do cassino, Cercle Privé, criado pela grife. 

Enquanto jogavam, modelos desfilavam em looks com modelagem 3D, bordados, todos bem estruturados, acompanhados por um sapato que tem tudo para se tornar hit. E não poderíamos deixar de comentar a noiva andrógina de Kendall Jenner, com terninho e véu, que foge totalmente do tradicional.




Todos os outros desfiles foram fantásticos, mas um deles realmente chamou minha atenção, que foi o da Viktor & Rolf, que discutiu se a moda é arte. Bom, nós achamos que eles conseguiram provar que sim.



E qual foi o seu desfile favorito?

4 comentários:

  1. A semana de alta-costura é um banquete visual! É realmente difícil escolher o que mais enche os olhos, mas definitivamente, Valentino e Elie Saab me fascinam e arrebatam loucamente! Chanel é um caso à parte (quem melhor que Lagerfeld para criar ilusão de realidade?) Os bolsos e as golas nos vestidos do Tony Ward dão sensação de praticidade e movimento. Um encanto!

    Beijos,
    Rafaella.
    http://imperioretro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade seja dita, as coleções ready-to-wear são fantásticas, mas a high couture é a arte mais pura. Fico feliz em encontrar pessoas como você, Rafaella, muito obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Quantas coisas lindas! Estou apaixonada aqui!
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Mariana, que bom que gostou do post. Adorei sua visita!

      Excluir